(Foto: pressfoto/Freepik)

Antes de entrar no assunto codesign, vale a pena relembrarmos o conceito de design. Ao se falar a respeito, talvez uma das primeiras ideias que surgem à mente refere-se à aparência e estética. E está correto. Porém, não é apenas sobre isso que o design trata. Ao contrário, falar de design leva em consideração todo um processo complexo e detalhado de concepção, desenvolvimento e refinamento de produtos e serviços. Para tanto, é preciso que o profissional responsável por essas demandas, o designer, se empenhe em cumprir uma série de etapas durante e em paralelo à sua criação.

Ao pé da letra, design significa “desenho”, “projeto”. Nesse sentido, pode ser aplicado a diferentes realidades e contextos. A essa área, é incumbida a responsabilidade de resolver problemas, desenvolvendo soluções criativas para cada caso. Feito esse resgate conceitual, é chegado o momento de adentrarmos no mundo do codesign. Como o próprio nome já sugere, o seu conceito pertence ao design, mas traz consigo algumas especificidades.

Assim como qualquer projeto de design, no codesign há a centralidade de se considerar o usuário do produto ou serviço em diversos momentos do planejamento. Projetos que não levam em conta esse aspecto, de maneira geral, tendem ao fracasso. Portanto, para entendermos melhor quais são as peculiaridades do conceito de codesign, selecionamos algumas de suas funções e vantagens, relacionadas ao desenvolvimento de projetos.

 1.  No codesign, o usuário participa da criação

Conforme já mencionado, um dos diferenciais de um bom projeto de design é a participação do usuário em diferentes momentos da criação. Esse aspecto é de suma importância, já que a solução a ser criada precisa considerar sua efetividade prática. Isto é, a relevância e eficiência ao chegar ao usuário do produto ou serviço.

Assim, contar com a participação do usuário no momento da concepção e nos testes do produto ou serviço é fundamental. Para tornar esse aspecto possível, é preciso que eles sejam inseridos em discussões a respeito do projeto. Com uma perspectiva aberta às sugestões mais práticas vindas diretamente da fonte, o trabalho torna-se significativamente mais produtivo e eficaz.

2.  Otimização de tempo

No codesign, uma das grandes vantagens também pode ser identificada na economia de tempo para desenvolver determinado produto ou serviço. Quanto mais o profissional consegue se apropriar do projeto que está desenvolvendo, a partir da proximidade criativa com seus usuários, menos tempo ele leva para avançar nas etapas. Em outras palavras, quando se estabelece um diálogo constante com o seu público, as demandas por alterações são diminuídas. E isso leva a uma otimização significativa do tempo gasto para desenvolver e finalizar cada projeto.

3.  Qualificação do trabalho com o codesign

Outra grande vantagem do codesign está na qualidade de sua entrega. Mais uma vez, ao se ter os usuários dos produtos ou serviços em constante colaboração durante o planejamento do projeto, torna-se mais evidente o acerto e a precisão do que será entregue.

Dessa forma, ao se trabalhar nessa dinâmica de troca, o profissional consegue atingir um grau de satisfação em relação ao seu trabalho. Isso o torna mais consistente e relevante para o seu público. Os usuários sentem-se parte daquele projeto, aprovando de forma mais veemente o resultado.

4.  Aprendizado constante

Quem se propõe a trabalhar de forma cocriativa é, sem dúvidas, alguém diferenciado no mercado de trabalho atual. Além de gerar mais empatia em relação às pessoas com quem interage, ele adquire mais abertura ao novo. Assim, está sempre em contato com novos conhecimentos e perspectivas de mundo. No codesign, este aspecto é fundamental, pois é ele quem dita a qualidade do trabalho.

Portanto, ao se assumir uma postura de aprendizado constante, o profissional se destaca e faz dos seus projetos, além de soluções, ferramentas de crescimento. Em um mercado que demanda, cada vez mais, esse tipo de perfil, o codesign ganha notória relevância. Os usuários, por sua vez, colhem vantagens importantes dessas características, pois acabam recebendo produtos e/ou serviços mais personalizados e qualificados.

Codesign: a tendência que faz parte da Bewiki

Agora que o conceito de codesign ficou mais claro, fica mais fácil identificar que tipo de empreendimento, empresas e serviços seguem essa tendência, não é mesmo? No caso da Bewiki, o codesign é parte fundamental, pois cada serviço desenvolvido em nossos empreendimentos é uma resposta a uma demanda específica de nossos usuários. Dessa maneira, pensar colaborativamente tem a ver com entregar qualidade e facilidade em um mesmo produto e serviço.Para saber mais sobre a Bewiki, acesse nosso site e descubra como fazer parte desse universo surpreendente. Clique aqui e saiba tudo sobre nossos espaços e serviços.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Adultos, 0 Crianças
Adultos
Crianças
Guardar Informação
Reserve agora, com o melhor preço garantido

Olá

Deixe seu e-mail e te avisamos quando estiver pronto nosso aplicativo